5 MOTIVOS PARA TODO ARQUITETO APRENDER A PROGRAMAR

Atualmente, pode-se perceber que os papéis desempenhados por um arquiteto e um programador são, na verdade, bastante semelhantes por natureza. Por um lado, nós arquitetos, projetamos os espaços ao nosso redor e moldamos o mundo em que todos convivem, enquanto o segundo projeta várias interfaces de usuário virtuais para um leigo interagir. Portanto, não é realmente tão absurdo considerar que as duas profissões cruzam caminhos em alguns aspectos.

Neste caso, vem a pergunta: os arquitetos deveriam aprender programação?

Os arquitetos usam uma variedade de ferramentas de CAD para transformar seus designs de pensamentos para ambientes executáveis. Essas ferramentas possibilitam a criação de espaços estéticos, funcionais e elegantes, que são obras de arte por conta própria. Nos dias de hoje, ferramentas inovadoras estão sendo lançadas ao mercado, como é o caso das paramétricas, que facilitam a capacidade de estabelecer parâmetros e restrições em geometrias dinâmicas na hora de produzir projetos complicados de forma perfeita.

Pensando nisso, surge uma questão relacionada ao crédito do projeto. Afinal, ele deve ir para o arquiteto ou para o programador que desenvolveu a ferramenta que possui os algoritmos incorporados em seu código? Para resolver esse dilema, faria mais sentido se os próprios arquitetos tivessem a liberdade de criar as ferramentas necessárias para projetar seus próprios espaços de construção.

Além disso, muitas das ferramentas de design disponíveis no mercado, são de código aberto (incentivam o desenvolvimento de terceiros) e disponibilizam suas respectivas APIs (Application Programming Interfaces) e SDKs (Software Development Kits). Você não precisa se tornar um programador profissional para se beneficiar. Por isso, essa com certeza, é uma vantagem que deve ser utilizada!

Confira abaixo as cinco principais razões pelas quais um arquiteto deve aprender programação:

 

1) A programação ajuda você a expandir seus recursos de design

A codificação ajuda você a explorar novas formas arquitetônicas e a investigar como a arquitetura pode evoluir e se adaptar à constante mudança. Assim, podemos tomar decisões muito mais conscientes e eficientes no processo de design.

 

2) Ser capaz de reivindicar verdadeiramente a propriedade de todo o processo de design

Coding Knowledge dá ao arquiteto controle completo sobre todo o processo de geração de formulários, já que o arquiteto saberia exatamente o que esperar da ferramenta e, assim, adequá-lo às suas necessidades específicas. A ferramenta se torna única no estilo do arquiteto e grita originalidade em um novo nível.

 

3) Para ganhar vantagem sobre seus concorrentes

A programação é uma habilidade e poderia potencialmente dar ao arquiteto uma vantagem sobre a concorrência. Adquirir e proficientemente praticar scripting, como parte do processo de design, pode esclarecer vários detalhes que outros designers podem ignorar, e assim dar a você a vantagem vencedora.

 

4) Para entrar nos aspectos técnicos do pensamento algorítmico

Um designer é encorajado a analisar o problema em questão e resolvê-lo em um processo passo a passo em contraste com o que ele normalmente faz – intuitiva ou criativamente abordar o problema, o que é muito subjetivo (como resolver um problema matemático com um conjunto conhecido de fórmulas e soluções, ao contrário de escrever um ensaio subjetivo em inglês).

 

5) Para obter mais trabalho, fazendo o mínimo esforço

Arquitetos que possuem habilidades de programação tornam-se mais eficientes. Eles podem criar scripts de uma função em um software para realizar um trabalho, o que normalmente exigiria várias etapas e uma longa duração em questão de segundos.

 

Projetar é uma habilidade humana, mas (especialmente em arquitetura) as regras da matemática são aplicadas. E com mais frequência do que você imagina. Na verdade, tudo que fazemos ao desenhar no CAD é matemática gráfica. Mas é claro, leva tempo para aprender.

Mas, enquanto você está correndo de uma tarefa para outra, você também pode adotar alguma outra estratégia para facilitar o processo. Afinal, elas te ajudarão a chegar mais rápido à linha de chegada, com tempo de sobra. Desenhos de plantas são, para mim, composições de dezenas de algoritmos. Eles ajudam a desenvolver a planta mais rápido e com maior clareza. Assim, sobra mais tempo para investir em detalhes que fazem toda a diferença no projeto.

Se você gostou deste post, nos acompanhe nas redes sociais (Instagram e Facebook) e fique por dentro de nossos trabalhos, tendências e inspirações do mundo da arquitetura. Também não deixe de tirar as suas dúvidas conosco e conhecer os nossos projetos incríveis. Até mais!

Por Sem categoria

11 de Abril de 2019